Image by John Looy

Transição para a Parentalidade

Pré-Concepção, Gravidez e Pós-parto

A transição para a parentalidade é uma etapa com múltiplos desafios pessoais, relacionais, profissionais e até sociais. É um período de grande vulnerabilidade sobretudo para mulher grávida mas também para o casal. 

O acompanhamento psicológico nestas etapas poderá ser essencial a um ajuste mais saudável com impactos significativos na relação do casal, bem-estar individual, relação com o bebé e ajuste social/profissional. 

 
  • Acompanhamento e suporte à grávida e/ou casal nas várias etapas desde a pré-concepção (infertilidade, desafios, crenças, expetativas), à gravidez (mudanças corporais, emocionais, identitárias, ajustes na relação e vida no geral), ao pós-parto (desafios, dinâmicas familiares, cuidado e vinculação ao bebé, estilos parentais, regresso ao trabalho, relação de casal).

  • Promoção de bem-estar emocional com recurso a estratégias que se ajustem às necessidades da grávida e casal. 

  • Preparação para o parto e acolhimento ao bebé.

  • Trabalhar expetativas, crenças e papéis parentais

  • Psicoeducação face a etapas e necessidades da grávida, do casal e do bebé. 

  • Esclarecimento de questões, preocupações. 

  • Intervenção psicológica em caso em situações de risco associadas à gravidez como: gravidez de alto risco, gravidez não planeada, não desejada ou não aceite, morte de um familiar próximo ou outra figura significativa durante a gravidez, perda gestacional atual ou anterior.

  • Prevenção e/ou intervenção em patologias psicológicas durante a gravidez e pós-parto (depressão, problemas de ansiedade).